GOMES EQUESTRE
DA GOLEGÃ PARA A CAPITAL
Da Golegã para a capital: Lisboa vai ter uma Feira do Cavalo
 
 
O presidente da Junta de Freguesia da Estrela reconhece que a ideia de ter "cavalos no meio da cidade" foi recebida por muitos com estranheza, mas nem isso o fez desistir.
 
Este ano, além do afamado certame que se realiza na vila da Golegã, no distrito de Santarém, também foi a Lisboa para a primeira Feira do Cavalo no local. O evento, que arrancou no dia 13 de Setembro, resulta da iniciativa da Junta de Freguesia da Estrela e inclui baptismos a cavalo, provas desportivas e espectáculos equestres.
 
O Terrapleno de Santos, junto ao rio, foi o local escolhido para a realização daquela que será a primeira Feira do Cavalo de Lisboa. A feira prolongou-se até 18 de Setembro e pretendeu afirmar-se como “um grande evento de homenagem a uma das principais referências culturais ligadas à construção da identidade nacional: o nosso cavalo e o nosso meio equestre”.
 
Isso mesmo lê-se no boletim da Junta de Freguesia da Estrela, no qual se destaca que com este “projeto ambicioso”, do qual a Câmara Municipal da Golegã é parceira, se procurou “reunir as caraterísticas” da Feira Nacional do Cavalo que aí se realiza anualmente. Também para a data de início do evento há uma explicação: a 13 de Setembro assinala-se o Dia Europeu do Cavalo. 
 
Luís Newton, que preside à junta, explica ao PÚBLICO que o projecto de dinamização cultural que traçou para a freguesia inclui a ideia de contribuir para a afirmação de Lisboa “como uma montra do que são os muitos bons eventos de cariz cultural desenvolvidos por esse país fora”. Nesse sentido, o autarca encetou contactos com várias câmaras municipais, que pretende que se tornem suas parceiras no projecto de “trazer para Lisboa eventos que costumam ocorrer noutras zonas do país”. 
 
Sem revelar que outras ideias tem na manga, Luís Newton centra por enquanto a sua atenção na feira da Golegã, iniciativa que admite não ser “recriável” mas cujo “espírito” ambiciona conseguir evocar na Feira do Cavalo de Lisboa. A sua convicção no sucesso da iniciativa é tanta que o autarca social-democrata adianta já que o seu objectivo é que este passe a ser um evento anual, que aos poucos vá criando “uma identidade própria”.
 
E não houve quem recebesse com estranheza a sua proposta de realizar na capital um evento dedicado aos equídeos? “Tem-me acontecido muito isso”, reconhece com uma risada, acrescentando que não faltou quem questionasse a ideia de ter “cavalos no meio da cidade”. “Mas eu não desisti”, conclui, sublinhando que tanto a Câmara da Golegã como a Administração do Porto de Lisboa (que tem a seu cargo o Terrapleno de Santos) reagiram com entusiasmo.  
 
De acordo com o programa, as manhãs de 14 a 18 de Setembro foram reservadas a baptismos a cavalo, atividade que nalguns dias se repetirá durante a tarde e na qual está desde já prevista a participação das crianças das escolas públicas da freguesia da Estrela. Agendadas estão também apresentações da Charanga a Cavalo da GNR e da Reprise de Mafra.
 
Para a noite de 15 de Setembro está prevista uma “marcha da Madragoa com cavalos lusitanos” e no dia seguinte haverá um “espectáculo equestre”. Finalmente, às 22h de sábado terá lugar a “Gala Lusitana Paixão”.
 
No que às provas desportivas diz respeito, quem se deslocar ao Terrapleno de Santos poderá assistir a uma “prova de equitação à portuguesa”, a uma “prova de saltos de obstáculos” e a provas de maneabilidade e de velocidade. Para sábado e domingo estão marcadas, respectivamente, as eliminatórias e a final daquele que é apresentado como o primeiro Torneio Ibérico de Horseball.
 
A iniciativa, que terá entrada gratuita, é apresentada publicamente esta quarta-feira, dia em que o ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, vai visitar o recinto da feira.
 
por Inês Boaventura
in www.publico.pt
Meios de Pagamento:
GOMES EQUESTRE © Todos os direitos reservados
Site by bomsite.com
TOPO
A Carregar